Mudanças

Porque neste momento estou tão confusa com meus sentimentos, do que vai acontecer comigo, não tenho mais as rédeas de minha vida, meus extintos estão falhos, não consigo nem conversar sobre isso.

Ficar apaixonada é chato pra cacete!

Se eu acredito no amor? Eu tento e dedico.

Se quero ter filhos? Eu desejo e sonho.

Se quero casar? Eu confesso e rezo.

Nada é mais triste que acabar a vida só!

 

Conheço um monte de garotas legais, inteligentes, algumas bem sucedidas e outras não, bonitas e estão sozinhas.

Será que estamos procurando nos lugares errados, deveríamos abrir o leque a mais possibilidades além dos nossos gostos habituais?

Como ainda não tenho um desfecho final do meu caso, e este é um exemplar nítido da diferença do passado, e da abertura para nossas experiências, ainda aguardo.

Mas vocês que ainda não tentaram o diferente, onde o óbvio e a restrição fazem parte de suas vidas, e o receio da sociedade obstrui talvez sua felicidade, tenta, faça.

Não se esconda atrás do inequívoco, corra para felicidade, seja ela qual for, assuma seus sentimentos, seu pesar, suas dificuldades, cresça como pessoa, seja mulher de verdade, homem de coragem.

Não tenha medo do abismo do relacionamento, ou das frustrações que ele podem causar, não viver o hoje pode ocasionar no futuro um vazio de tentativas.

É sábia a frase prefiro acordar arrependido a dormir com vontade, se tem a chance de lutar por algo, agarre o momento, olhe o horizonte, respire e pule, estar no fundo é uma chance ou todas de viver.

 

 

Anúncios

2 comentários

Filed under Uncategorized

Um novo amor

Estou com meu estômago queimando.

Sinto náuseas.

Não paro de olhar o celular.

Espero por ligações.

Aperto no peito.

Não pode ser outra coisa senão amor, minha maior tristeza neste momento é voltar a sentir tudo isso, estava já acostumada a minha vida mundana, sozinha e de paz. Sou emocionalmente complicada, possuo traumas incuráveis, carrego em meus olhos traições inesquecíveis, escuto mentiras todo o tempo até quando são possíveis verdades.

Não tenho condições de me relacionar, não hoje, não agora, acho sinceramente que nunca mais. Tenho quase 30 anos, lógico que sinto vontade de construir uma família, mas quando se é magoado na alma não se acredita mais em meias verdades.

Sei o título apenas em ver o início, o final é tão fático que esmaga qualquer fé.

Como conseguirei dar um passo adianta após tudo?

Como tentar sem levar toda bagagem emocional?

Não faço idéia de como vencer, primeira vez na minha vida estou sem planos, não vejo escapatória, e não sei mais o que é final feliz.

A única coisa neste momento que enxergo com clareza são o desejo, a saudade, a ausência doída e os beijos ardentes.

Meu corpo o clama, minha cabeça o reclama, minha vida o quer.

Não sei do futuro, afinal são 10 dias, estou preparada para tudo, permanecer ou reconstruir.

 

2 comentários

Filed under Uncategorized

ex namorados

Engraçado como nunca se pode realmente voltar atrás e não se possui segundas chances, Sabe o que realmente me deixa com ciúmes e inveja?

Aquilo que sempre sonhei e desejei com todas as forças estar sendo vivenciado por outros. Não falo em nada material, mas sim sentimentos, situações, casos e acasos que só o amor proporciona.

Estava lendo o Pequeno Príncipe, e vocês podem achar é literatura de criança, e realmente o é, mas nunca li em tão poucas palavras tanto significado (pelo menos para mim), não sei efetivamente se as crianças conseguem alcançar sua profundidade.

Há um trecho que diz que você é eternamente responsável por aquilo que cativas, a máxima verdade, de forma tão simples e crua de encara a vida.

Já que se passou tanto tempo com alguém, preocupou-se em amar, cuidar, respeitar por tantos anos, ou até pouco tempo desde que tenha sido sincero, honesto, você nunca mais deixará de ser responsável por aquele ser. Mesmo que tenhas terminado, seguido em frente! E tudo mesmo tanto tempo passado sempre será recordado com carinho.

Aquela pessoa q realmente amou, você sempre amará mesmo que seja de uma forma silenciosa e longínqua, um amor diferente porém eternamente amigo.

Lógico que sou humana e sinto pitadas de ciúmes quando vejo meu ex Feliz da vida com um novo amor, ou aquele amor mais recente procurando uma nova namorada que realmente o preencha, sinto angustia e sufoca mento.

O que fazer?

Sei que há tantas formas de amar, e os desfechos do amor não são iguais para cada um, e todo começo errado gera um final desastroso. Contudo, mais hoje que qualquer dia sinto-me obsoleta no recomeço, fatigada do passado e sem esperança para o futuro.

Mas me resta viver, e isso é tudo!

As novas experiências sucessos ou fracassos batem na minha porta dia após dia, e como uma criança curiosa e desastrada vou provando e arcando com as conseqüências.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Não

Já parou para imaginar como é difícil dizer não!

O não de uma forma geral, onde você abandona o socializar para se excluir.

Porque dizemos sim para tudo, uma bruaca te pergunta estou bonita hoje?

Você responde sim! (risos)

Tudo bem contigo hoje? E você: Sim! Entretanto uma tempestade esta acontecendo na sua vida.

Seu chefe pergunta a intimando, pode ficar até tarde hoje ou vir mais cedo? E você falta festinha do filho, deixa de sair com seu amor e responde sim para ele.

Onde nos domina e onde somos dominados?

Muito mais fácil é o Sim na vida! Nos condiciona a prisão da sociedade, as mentiras deslavadas.

Eu quero dizer mais não na vida!

– Não eu não vou abandonar você.

– Não querer voltar pra casa não quer dizer que não os ame.

-Não querer ser certinha, politicamente correta, não quer dizer que sou uma vadia.

-Não ser corajosa não é não te querer!

– Não vou voltar ao trabalho chefe, contrate outra.

– Não me importo com amenidades;

– Não, Não e Não serei mais infeliz!

Estes “nãos” são os únicos que nos trazem felicidade, diga apenas Não para o sofrimento e para aquilo que te deixa solitário.

Viva a vida repleta de Não!

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

não me importar mais

Juro eu não me importo!

Lógico que tenho vontade de dar chiliques, gritar no mais alto tom, descer do salto, falar aquelas verdades que magoam, mas juro como na realidade não me importo!

Finjo sofrer, até sinto um nó na garganta, mas dor mesmo não.

Acho que é mais o fato de não gostar de perder, dessa coisa mimada de filha única, dona de tudo e de todos os “sim”.

Mas não significa nada.

Olho com tons “bejes” suas atitudes, seu comportamento corrosivo, seus clichês, suas caras e bocas que apenas camuflam o quanto é superficial.

Vejo-o sem contexto, em estórias distorcidas, em tão pouca fé, em tão pouca origem, e quando me fala que é original, mas pioneiros são os que rumam contra a maré, e apenas o enxergo seguido status, cliques e moda.

Não que ache errado ser tão igual, nem também acho certo ser tão diferente.

Mas só o escuto falar na busca do desigual e só o encontro no emaranhado dos fardados.

Sem marcas a vida segue.

Sem arranhões prossegue a exatidão de sua personalidade fraca e incapaz de perceber quão bela é a simplicidade.

Prefiro ficar sozinha a estrelar uma vida “fake”!

As minhas bocas e caras são apenas da platéia familiar

Não busco mais ser compreendida, nem ocupar espaços, apenas encontrei meu centro e ponto de equilíbrio, e ele estar em não me importar!

1 Comentário

Filed under Uncategorized

e quem não assiste o BBB?

A era dos reallity shows, da exposição excessiva, do Orkut, twitter, facebooks, celulares e afins.

A necessidade de saber da vida do outro a todo custo, controlar, opinar, invadir.

Acabo não fugindo desse modinha e fico assistindo!

Vida de desempregada (o) para não dizer caótica, melhor definir como engraçada, toda a falta de dinheiro você acaba ficando mais em casa, limita-se a internet e a TV, alguns mais sortudos ficam com nas TVs a cabo, caso contrário senta e chora com aqueles programinhas cansativos e repetitivos.

Os reallity shows, o famoso BBB, acreditem você querendo ou não vai saber quem são eles, e principalmente suas falas ensaiadas: “- eu sou modelo e atriz mais quero ser apresentadora também, estou estudando muito, mas ainda não me sinto preparada mesmo tendo vários projetos e convites.

– aqui as sensações são diferentes, só quem ta aqui sabe… eu sou outra pessoa…”

Eu mera mortal, tenho medo então do quem eles eram antes!

O Tédio nos espera todas as noites e além nos hipnotiza, porque sempre acabo dando uma espiadela. E logo agora que falaram que o BBB vai ser diferente e inovador, vai ter homossexuais e bissexuais, ah?!?!? E desde quando isso é uma novidade?

Ser assumido é ser cool, nada mais antiquado que esconder as preferências sexuais.

Fiquei pensando nos anteriores, o rol de candidatos, todos dispostos a tudo e qualquer coisa por muito dinheiro, sem importa-se com família, amigos ou supostos affair, e isso ficou demonstrado logo na primeira semana quando o Michel (loirinho parecido com Alfie) ficou sem nem pensar com a megera Téssalia.

O importante mesmo é a fama, o glamour!

A família e amigos entram nessa competição quem chama mais atenção na TV:

“achei triste a exposição da ex-BBB Angélica por sua mãe, a que custo falar de suas intimidades para milhões e ser julgadas por ela, quem tem uma mãe dessa não precisa de inimigos”.

E as festas dos programas sanguessugas onde convidam todo esse povo que amam flashes, psicólogos, terapeutas, especialista em hã? Vai saber até na escrita! Para definir aspectos psicológicos desses personagens ou pessoas, e o grande porquê de suas atitudes e descobrir o grande motivo de ter saído do programa tão cedo.

A Grazi escapou além de bonita, talentosa e pé no chão, um milagre nas novas e instantâneas celebridades! Ainda permanece na mídia sem esforço apenas por seu trabalho, em contra partida os outros, grande maioria, ou voltaram às antigas atividades, ou apenas ficam na sombra de um passado, exibindo corpos (porque só restam a eles ensaios nus ou sensuais, já que seus conteúdos estão degradados) e falando de projetos que nunca se concretizam.

Não me esqueço de uma tarde, acho que BBB 7, havia uma grande discussão, importantíssima quem começou a usar a flor na cabeça, Íris ou Carol, o pai da segunda era enfático: – Carol foi a primeira. E Sônia Abraão (apresentadora de TV e ganha bem para isso): – Mais íris consagrou!

Até agora tenho pesadelos isso mudou minha vida.

Tudo bem não vou julgar os novos participantes com os antigos, mas novamente nas tenebrosas tardes vejo uma declaração de um antes de entrar: – ganhar não sei, mas quero apenas ser reconhecido!

Uma dúvida que não me cala, reconhecido como? Grande charlatão, garanhão ou blefe?

O aborrecimento nos persegue, a falta, a ausência, sem conteúdo, mas repleto de conotações sexuais, degradação, vulgaridade, tudo tão humano, mas muito restrito.

E mais já na 10ª edição!

Será que só isso nossa geração tem a acrescentar e deixar de legado?

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

A procura da felicidade a dois

A maior dificuldade de apagar o amor de nossas mentes e vidas é o fato de esquecermos por completo as causas que levaram a conseqüência do termino, ou os indícios apontando o fim.

Temos as lembranças apenas os momentos especiais e bons, nós esquecemos as sensações negativas, lembramos de tudo da forma errada.

Conseguimos forçosamente prender nossa atenção aos momentos bons de um relacionamento, e nada é mais difícil de apagar. Somos teimosos em sermos infelizes.

Devemos mais do que nunca, olhar para o passado da forma correta, relembrando tudo e não olvidando certas coisas. O mais importante é ter o alvitre sensato do que foi vivido, abandonar o engano da eternidade sonhada, das juras quebradas, e ter este antigo amor como infundado.

Abrir os horizontes, optar por novas experiências e possibilidades, olhar e ver, capacitar-se e deixar-se ser conhecido, mostre-se e viva!

Não permita perder-se no tempo sozinho, não se esconda atrás de um estereótipo criado por uma farsa, nunca abandone a probabilidade inerente de todo ser humano prosperar.

Muitas pessoas têm medo da felicidade, só pelo fato de um dia poder perdê-la, se nunca a teve nunca a perderá, daí o pressuposto de não querê-la.

Você deve estar pensando que idiota pensa assim? Digo a você muitos talvez até você mesmo, ou nunca prosseguiu com alguém pelo simples fato dele lembrar outra pessoa; ou esperou reatar ou reatou mesmo sabendo que não daria mais certo; não demonstrou seus reais sentimentos; estragou tudo apenas porque decidiu ficar só; achou alguém legal, mas o magoou porque é mais fácil; foi promíscuo; vazio; colocou o trabalho e/ou estudos em primeiro plano. Tudo sendo e estando em primeiro plano menos você realmente, porque como diria Tom Jobim “é impossível ser feliz sozinho”.

Tantos casos, basta sua própria reflexão, amadurecimento e aceitar que pode, deve e merece ser feliz!

Esqueça o passado, apenas o tenha como base para graduar sua maturidade, o importante é não esquecer que você nasceu para existir afortunadamente. E não deixem que digam o contrário.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized