e quem não assiste o BBB?

A era dos reallity shows, da exposição excessiva, do Orkut, twitter, facebooks, celulares e afins.

A necessidade de saber da vida do outro a todo custo, controlar, opinar, invadir.

Acabo não fugindo desse modinha e fico assistindo!

Vida de desempregada (o) para não dizer caótica, melhor definir como engraçada, toda a falta de dinheiro você acaba ficando mais em casa, limita-se a internet e a TV, alguns mais sortudos ficam com nas TVs a cabo, caso contrário senta e chora com aqueles programinhas cansativos e repetitivos.

Os reallity shows, o famoso BBB, acreditem você querendo ou não vai saber quem são eles, e principalmente suas falas ensaiadas: “- eu sou modelo e atriz mais quero ser apresentadora também, estou estudando muito, mas ainda não me sinto preparada mesmo tendo vários projetos e convites.

– aqui as sensações são diferentes, só quem ta aqui sabe… eu sou outra pessoa…”

Eu mera mortal, tenho medo então do quem eles eram antes!

O Tédio nos espera todas as noites e além nos hipnotiza, porque sempre acabo dando uma espiadela. E logo agora que falaram que o BBB vai ser diferente e inovador, vai ter homossexuais e bissexuais, ah?!?!? E desde quando isso é uma novidade?

Ser assumido é ser cool, nada mais antiquado que esconder as preferências sexuais.

Fiquei pensando nos anteriores, o rol de candidatos, todos dispostos a tudo e qualquer coisa por muito dinheiro, sem importa-se com família, amigos ou supostos affair, e isso ficou demonstrado logo na primeira semana quando o Michel (loirinho parecido com Alfie) ficou sem nem pensar com a megera Téssalia.

O importante mesmo é a fama, o glamour!

A família e amigos entram nessa competição quem chama mais atenção na TV:

“achei triste a exposição da ex-BBB Angélica por sua mãe, a que custo falar de suas intimidades para milhões e ser julgadas por ela, quem tem uma mãe dessa não precisa de inimigos”.

E as festas dos programas sanguessugas onde convidam todo esse povo que amam flashes, psicólogos, terapeutas, especialista em hã? Vai saber até na escrita! Para definir aspectos psicológicos desses personagens ou pessoas, e o grande porquê de suas atitudes e descobrir o grande motivo de ter saído do programa tão cedo.

A Grazi escapou além de bonita, talentosa e pé no chão, um milagre nas novas e instantâneas celebridades! Ainda permanece na mídia sem esforço apenas por seu trabalho, em contra partida os outros, grande maioria, ou voltaram às antigas atividades, ou apenas ficam na sombra de um passado, exibindo corpos (porque só restam a eles ensaios nus ou sensuais, já que seus conteúdos estão degradados) e falando de projetos que nunca se concretizam.

Não me esqueço de uma tarde, acho que BBB 7, havia uma grande discussão, importantíssima quem começou a usar a flor na cabeça, Íris ou Carol, o pai da segunda era enfático: – Carol foi a primeira. E Sônia Abraão (apresentadora de TV e ganha bem para isso): – Mais íris consagrou!

Até agora tenho pesadelos isso mudou minha vida.

Tudo bem não vou julgar os novos participantes com os antigos, mas novamente nas tenebrosas tardes vejo uma declaração de um antes de entrar: – ganhar não sei, mas quero apenas ser reconhecido!

Uma dúvida que não me cala, reconhecido como? Grande charlatão, garanhão ou blefe?

O aborrecimento nos persegue, a falta, a ausência, sem conteúdo, mas repleto de conotações sexuais, degradação, vulgaridade, tudo tão humano, mas muito restrito.

E mais já na 10ª edição!

Será que só isso nossa geração tem a acrescentar e deixar de legado?

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s