Priorize o real na fase adulta

Confesso que as pessoas amam e se apaixonam por um hoje, outro amanhã, querem e pedem demais por um amor, como se ele fosse a solução para tudo. O amor é ótimo, mas não faz mover o mundo, mas sim o mundo move-se com amor e com outros sentimentos também.

Na minha irrisória opinião a carência é grande, eu gostaria muito de voltar a amar, mas não um amor como esse que vejo as pessoas almejarem (já pedi muito e sei sempre da errado, porque é uma grande balela), quero um amor construído, cultivado, conquistado.

Amar de verdade não é essa coisa louca platônica; sonhos de uma noite de verão; ter um sexo bom (porque sexo bom se tem aos montes se quiser); ou ter conversas compatíveis, interesses em comum, por isso têm os amigos (as); Amor também tem que ser razão, afastem os autores românticos e seus poemas de sua vida real.

Ser cética atrapalha muitas coisas, mas pelo menos me faz dormir melhor, diminui a tensão da procura, afasta a ansiedade dessa busca do par perfeito (porque ninguém é perfeito, especialmente como par).

Vulgarizaram o verbo amar, você entra nas páginas pessoais e é eu te amo para todo lado: casais que se conhecem hoje e são juras de amor por depoimento por toda eternidade; falsas amizades, novas amizades, amizades de balada, amizades até de infância mais nada reais, todos eu te amo todos os dias; parentes que se detestam, mas não deixam de dizer eu te amo, como se fosse bom dia!

Pego-me escrevendo também eu te amo, sem sentir, atualmente a sociedade exige, temos que falar eu te amo mesmo sem amar (a que ponto nós chegamos?).

Como se formou esta sociedade que banaliza o amor? Aonde chegará? Questões a serem refletidas, mudadas, este caminho não é seguro, coloca-nos em eminência de colapsos.

Vejo um monte de gente sofrendo e falando demais sobre amor, pelo simples fato de não se aceitar só! Acreditam tanto nisso que embarcam diariamente em tempestades românticas, destrói sua auto-estima, facilitam para o inimigo, os malucos de todas as espécies entrarem, destruírem, camuflarem seus reais sentimentos e intenções, nos usarem, até que um dia vai se olhar no espelho e com quase ou nenhuma esperança vai se tornar seletiva e escolher estar só para não ser mais objeto ou marionete.

Não fica triste não é só para sempre … e se for não quer dizer tão só assim!

Faça de sua vida as escolhas serem únicas e responsáveis. Insanidade é amar sem limites, colocar todas as expectativas em um único ser, ninguém é insubstituível, mas todos somos singulares.

Esquece tudo que EU disse (crise de riso) quer um conselho de verdade? Não diga eu te amo primeiro e mesmo a outra parte dizendo aguenta firme, só diga quando tiver confiança de verdade!

Só assim vai ser real.

Ei, psiu! Você mesmo … Olha eu te disse uma única vez, naquela vez eu não tinha certeza, mas agora depois de tudo eu tenho certeza: – eu te amo!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s