O primeiro amor

Nenhum amor é tão inesquecível quanto ao primeiro quando as brincadeiras se misturam aos sonhos e temos esperança de que tudo seja possível.

Uma época de descoberta, aprendizado, inocência, de primeiros tudo: beijo, toque, carinho.

Onde tínhamos brincadeiras que estão em extinção como pular corda, amarelinha, esconde-esconde, pega-pega e muitas outras, bons tempos, onde a maior maldade era apenas um beijinho na brincadeira pêra, uva, maça ou salada mista.

Numa época de fantasias e contos de fadas, as meninas acreditando em príncipes encantados que um dia chegarão num cavalo branco num mundo de eterna fantasia.

E nestas descobertas a mais importante a diferença entre o amor fraternal: companheiro, relaxado, assexuado; e o verdadeiro amor: arrebatador, excitante, nervoso, inquieto e delirante.

É Crucial na história de todos que se tenha uma inicialização amorosa decente porque a mesma de forma errada causa danos por toda uma vida, seriamente tudo advém de como se começa, a eterna busca da perfeição (dos contos de fadas).

Existem pessoas que se casam com o primeiro amor, e os levam para eternidade; outras apenas a lembrança superando seus sonhos infantis e abrindo o coração para novos amores e a partir daí começa um dos maiores conflitos do ser humano, a busca do amor perfeito; da alma gêmea e tudo dependera se a pessoa vive no mundo real ou da fantasia.

Bate uma grande saudade, um nó no peito, vontade de reviver, de reaver todas as esperanças de uma vida, todas as sensações de uma vivência do passado, porque nada é tão memorável e saudoso como o primeiro amor, mas com o tempo ficamos corrompidos e perdemos a inocência, a maturidade nos trás a dramática objetividade de observar a maldade em tudo.

Anúncios

3 comentários

Filed under Uncategorized

3 responses to “O primeiro amor

  1. Chris

    Você tem textos maravilhosos,é enérgica as pessoas se encontram nas suas palavras e é por isso, pela negativa dos próprios desejos que elas se identificam com você.
    voltarei!!!!

  2. Rodrigo

    Tenho chance do numero do seu tel? assim voce poderia lapidar as palavras que sobram da minha boca junto com a minha saliva (voce viu os baratos do ze mayer???).

    Beijosssssssssssssssssssssssssssssssss
    t qro mcho

  3. Edu

    Gostei muito do texto, uma energia diferente, forte, intensa, pulsante… gostei também dos comentários…
    Você é uma grata surpresa!
    Bjs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s