Um pouco de mim

Posso dizer sem pestanejar que tenho os melhores amigos que a vida poderia proporcionar e a família mais integrada, louca e feliz que alguém pode desejar, mas não me encaixo nos rumos que acabei levando.
Nas perspectivas a longo prazo não achei que ainda me encontraria aqui e principalmente da forma atual, não eram esses meus sonhos, contudo, declino, a maior culpa foi sempre minha, ao desistir tão fácil de ideais tão plenos e oriundos de insanidade, sempre almejei ir embora, ter experiências mil, diversificadas, crescer.
Entretanto, tornei-me igual a todos que mais critiquei, apegada a pouca monta, restrita ao laboro e a luxúria eventual, e em sonhos irreais de amor eterno, matrimonio e descendentes.
Findo os dias atuais e a aproximação aos temidos 30 anos. Deparei-me ao olhar sarcástico do espelho ser quem não sonhei, cheguei à sombria conclusão que não serei feliz.
Feliz a lato sensu… Não me restringindo há dias especiais, falo em algo maior e verdadeiro se sentir realizada no que se tornou e no que deixou de legado.
Eu ainda não escrevi o livro desejado, ainda não morei na Europa, não reencontrei aquelas pessoas inesquecíveis, ainda não larguei tudo por medo, um medo oriundo de fraqueza!
Agora mais do que sempre… A mudança começou, um balburdio interior, uma imensa vontade de gritar aos que são incrédulos, aos que torcem contra, eu conseguirei e trabalharei no que realmente se encaixa comigo, numa cancha longínqua daqui, e só assim terei paz dentro de mim!

Se vou falar de amor, preciso dizer que apenas amei uma única vez na vida, esse tal amor arrebatador, insano, voraz, daqueles que você não dorme, não come, não vive sem a presença da outra pessoa, só posso dizer que não é este amor que procuro e sequer cobiço.

Se vou falar de pessoas, preciso dizer que superestimei algumas e subestimei outras, confesso que me arrependi, sofri, paguei caro e aprendi a observar antes dos pré-julgamentos, acredito saber melhor decifrar e analisar os desejos escusos de alguns, não sei como mais consigo isso, mas eu sei, eu sempre sei.

Se vou falar de profissão, acho que sempre soube a minha preferida, mas me olvidei e me enclausurei ao anonimato dos iguais, ao medo do fracasso e do risco da maior aventura, a vida.

Se vou falar de Deus, confesso todas às vezes de desespero, dor extrema, tormentas mil, o apoio Dele em comunhão dos amigos e familiares me fez sempre reerguer. Só tenho a agradecer e perdurar minha fé.

Se vou falar de sucesso, não posso calar, feche os olhos, respire um pouco, sonhe, imagine, caso você não precisasse de dinheiro, este não fosse seu objetivo, sabe aquele sonho de criança, a coisa secreta que possui dentro de você, o que te faz sentir melhor, seu dom divino, sua especialidade, pode ser qualquer coisa, pode derivar de amar cozinhar até de quem ama e vive para dançar! Apenas descubra e não insista no óbvio, não siga as correntes do capitalismo, quando realmente desvendar você conseguirá amar e ser amado (porque se sentirá pronto para isso), terá pessoas ao seu redor que comungam de forma igualitária, sua profissão será você (você não será sua profissão ou o que ela te torna), você vai revelar o plano preparado por Deus para você e terá sucesso porque atuará no que realmente nasceu para fazer.
Presume-se que todo ser humano nasceu por uma motivação, por um objetivo, estes não se resumem a atitudes efêmeras que galgamos nossas vidas, não perca tempo com medo das opiniões dos demais, apenas descubra quem realmente você é e não se torne menos do que Deus desejou para você!

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s